Presidenciais Mesmo que falhe Guterres, Sócrates “não está nos planos”

Se António Guterres não for o candidato socialista às eleições, Sócrates será hipótese? Ao Sol, vários socialistas defendem o antigo primeiro-ministro. Consideram, no entanto, que esta ainda não é a altura certa para um eventual regresso à política ativa.

Entre Seguro e Costa havia várias diferenças. Mas uma das principais questões era o legado de José Sócrates. Costa defendia que a história do partido “é para ser assumida integralmente”. Mas apesar dos elogios, Sócrates ainda não será hipótese política para o PS. Isto mesmo que António Guterres não assuma candidatura à presidência. Sócrates “não está nos planos de ninguém”, afirmou uma fonte do núcleo de Costa ao semanário Sol.

Da parte dos socialistas, o nome de Guterres, aliás, tem sido bastante consensual. Não se sabe, no entanto, se Guterres poderá estar disponível para assumir a candidatura, uma situação que coloca em aberto a possibilidade de outros nomes. Para Sócrates, no entanto, que saiu do poder há quatro anos, ainda será cedo.

Ao Sol, o deputado Renato Sampaio confessa que não acredita “que nos próximos tempos regresse à política ativa”. Um outro dirigente socialista terá adiantado também que “[Sócrates] não é recuperável, pelo menos num futuro próximo”.

João Galamba, deputado socialista que também criticou Seguro pela falta de defesa do passado recente do PS, considera que há “um trauma psicanalítico com Sócrates que continua a afetar muita gente em Portugal”, afirmou ao Sol. No entanto, apesar de a atual liderança do PS ter um discurso mais assertivo em relação à defesa de José Sócrates, o ex-governante ainda deverá continuar longe dos holofotes políticos.

Saliente-se que o antigo Primeiro-Ministro tem-se dedicado ao comentário político. A política ativa parece, portanto, não ser uma prioridade nesta fase.

Micas Malaca, autor Geba Press.

Google+
Geba PRESS Contacte-nos contact@gebapress.com
Olá caro visitante! Envie-me uma mensagem e você terá a minha resposta.
Send
MENU