«Isto é tudo muito estranho, não foi ouvido nem julgado» – Mário Soares sobre Sócrates

Mário Soares esteve cerca de uma hora e meia com José Sócrates na prisão de Évora, saindo ao ataque, contra «malandros que combatem Sócrates» e indignado por ver o amigo nesta situação. Deixou mesmo críticas ao juiz Carlos Alexandre, que determinou a prisão preventiva do ex-primeiro ministro.

«Acheio-o muito bem, gostei imenso de estar com ele, com um moral fantástico e a dignidade de sempre, somos grandes amigos. Toda a gente acredita na sua inocência», disse, antes de endurecer o discurso:

«É tudo malandrice e vocês [os jornalistas] a lixar-se a vocês próprios. Têm feito uma campanha contra ele que é uma infâmia e a comunicação social vai atrás, com os tipos que estão por trás dela… Nunca foi ouvido de maneira a ser trabalhado, é feito como se fosse um malandro e nem sequer foi ao tribunal ou julgado. Não é outra coisa se não um caso político.»

Os jornalistas contrapuseram que Sócrates foi ouvido no DIAP e daí saiu a medida de coação, mas Mário Soares não se deteve:
«Diga a esse juiz [Carlos Alexandre] que é muito estranho, também sou jurista.»

O ex-presidente da República esclareceu que a visita foi hoje – dia que não há visitas no estabelecimento – depois de pedido feito ao diretor da cadeia, devido a conflitos de agenda.

«Vim pela simpatia e amizade profunda que temos um pelo outro, demos mais do que um abraço. É um homem de dignidade e ainda nem sequer foi julgado. Foi um primeiro ministro exemplar e devia ser primeiro julgado, e se for é absolvido», reforçou, referindo que o caso não prejudica o PS.

Fontes: A Bola

Micas Malaca, autor Geba Press.

Google+
Geba PRESS Contacte-nos contact@gebapress.com
Olá caro visitante! Envie-me uma mensagem e você terá a minha resposta.
Send
MENU